FAT desenvolve Cartilha sobre Microempreendedor Individual 

Notícias

03/10/2013

FAT desenvolve Cartilha sobre Microempreendedor Individual

Compartilhe


FAT desenvolve Cartilha sobre Microempreendedor Individual

No mês de setembro o Núcleo de Apoio Fiscal e Contábil – NAF da Faculdade Anglicana de Tapejara (FAT) reuniu-se com representantes do Setor de Alvarás, Meio Ambiente e Vigilância Sanitária da Prefeitura Municipal de Tapejara. O objetivo é realizar uma parceria com esses órgãos para que, inicialmente, os alunos possam atuar como agentes orientadores do Microempreendedor Individual (MEI).

Os acadêmicos participantes do NAF elaboraram uma Cartilha sobre o MEI, pessoa que se legaliza como pequeno empresário e trabalha por conta própria. Foram pesquisados quais os benefícios de formalizar-se, quais são os procedimentos para abertura, impostos (fixos) que serão pagos pelo empreendedor, limites de faturamento, possibilidade de contratação de um funcionário e valores de arrecadação. Foi o primeiro trabalho proposto pelo professor orientador Edson Zambon.

Para a realização desse trabalho os acadêmicos puderam contar com o apoio do site disponibilizado pela Receita Federal e também da Prefeitura Municipal de Tapejara através de representantes que explicaram como funciona a abertura de qualquer empresa no município. 

A aluna Giulia Antonioli garante que é muito gratificante poder participar do NAF disponibilizado pela FAT, pois é nele que se consegue juntar a teoria com a prática e assim estar preparado para o mercado de trabalho. “Com essa atividade tornamo-nos mais críticos perante alguns fatos sociais, além de enriquecermos nosso conhecimento e agora termos a oportunidade de auxiliar o município e a sociedade com a formalização e assessoria das pessoas interessadas em transformar-se Microempreendedores”, relatou.

A cartilha irá servir de base para orientação aos próprios alunos e novos ingressantes do NAF, além de servir como instrumento de informação aos empreendedores que pretendem legalizar seu negócio.

Segundo o coordenador do curso de Ciências Contábeis, professor Edson Zambon, “os estudos realizados pelo NAF têm a função de manter os alunos atualizados, eles devem ser disseminadores de informações juntamente com outros órgãos que buscam orientar os empreendedores para que assim possam contribuir com a sociedade e ao mesmo tempo buscar por conhecimento prático”. 

A cartilha desenvolvida pelos alunos Giulia Antonioli, Leticia Pagno e Oberdan Belegante Junior irá servir de base para outro trabalho que irá ser realizado para a I Mostra Científica de Inovação e Tecnologia da FAT. As alunas Daniela Emke e Bruna Milani, orientadas pelo professor Rodrigo Espiúca dos Anjos Siqueira, irão analisar e expor os principais aspectos do MEI, isto é, quem pode aderir, quais os benefícios, quais as desvantagens, e também apresentar um caso concreto de um empresário que adotou o MEI, mostrando qual é o resultado prático.

 

Compartilhe